Meu Menu Urbano

Sua melhor refeição. Em qualquer lugar do mundo.

#005 SEXTA DO CHEF: Felipe Miyake

Paixão por gastronomia, valorização dos produtores locais e experimentos gastronômicos que não podem faltar nos chefs que damos destaque na ´Sexta do Chef´. Este também é o espaço para estarmos mais próximos de grandes nomes da gastronomia, conhecer as receitinhas favoritas e ainda descobrir dicas que eles não contam pra ninguém.

Nesta quinta edição nosso convidado é o chef Felipe Miyake, do La Varenne

Paulistano, Felipe Miyake optou pela área gastronômica de maneira instintiva. É formado em Gastronomia pelo Senac de Campos do Jordão.

Trabalhou em Belém do Pará buscando contato com a tradicional gastronomia regional. Passou ainda uma temporada na Austrália, trabalhando em uma típica steack house australiana e depois no conhecido grupo de culinária italiana Hugo’s.

De volta ao Brasil, foi direto para o grupo proprietário do Due Cuochi, em São Paulo, passou também pelo Le Marais, Girarosto e pelo Grupo Fasano.

Seu cuidado com os pratos e gosto pela culinária fizeram com que ele fosse selecionado para integrar a equipe do La Varenne. No final de 2015, Miyake assumiu como chef do premiado restaurante de culinária franco-italiana. Em 2017, foi eleito um dos chefs 5 Estrelas do Prêmio Bom Gourmet da Gazeta do Povo.

Você pode conhecer mais sobre a culinária diferenciada e moderna que o chef Felipe Miyake prepara. Clique aqui e descubra mais sobre o La Varenne.

MMU: O que você tenta provocar com a gastronomia que pratica?

Felipe: Felicidade. Deixar as pessoas mais felizes. Acredito que, utilizando bons ingredientes e receitas bem executadas, é possível tornar a refeição um momento de prazer e satisfação.

MMU: Qual ingrediente não pode faltar na sua cozinha?

Felipe: Amor, carinho e dedicação. Sem esses ingredientes, não há comida que fique boa.

MMU: O futuro da boa gastronomia depende…

Felipe: Da formação em todos os níveis. É preciso ter a estrutura necessária para o suporte do pequeno produtor, uma boa formação profissional – sem profissionais capacitados, não existe a boa execução de receitas – e disseminar culturalmente a boa gastronomia para que toda a população tenha acesso, formando bons comensais.

MMU: Qual sua receita favorita?

Felipe: Por ser leve, saborosa, prática e de preparo fácil, uma das minhas receitas favoritas é o Taglioline ao creme de limão siciliano com camarões e rúcula.

Aprenda a fazer o Taglioline ao creme de limão siciliano com camarões e rúcula


Por Felipe Miyake

  • Ingredientes:
    10 unidades de camarão rosa médio – sem casca, limpo e espalmado ao meio
    1 colher de sopa de azeite
    3 dentes de alho picadinhos
    1 pimenta dedo de moça picada sem semente
    Suco e raspa de um limão siciliano
    400ml de creme de leite fresco
    1 maço de rúcula
    Sal e pimenta do reino preta a gosto
    200g de taglioline fresco (massa fresca)

 

  • Modo de preparo:
    Coloque uma panela com água para ferver, onde será cozida a massa. Em uma frigideira pré-aquecida, coloque o azeite e sele os camarões rapidamente. Refogue o alho, sem deixar dourar muito, acrescente o creme de leite e deixe reduzir um pouco, até começar a engrossar a textura do creme. Cozinhe a massa e coloque no creme.Tempere com sal, pimenta dedo-de-moça, metade da rúcula e o suco do limão. Emprate e finalize com rúcula por cima do prato e pimenta preta moída na hora

* Receita para duas pessoas

FOTOS | Divulgação

chefCozinha InternacionalCuritibagastronomia

gurtat • 17 de novembro de 2017


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *